Intermediação Desportiva – Formação Avançada

Intermediação Desportiva – Formação Avançada

800.00

Pagamento Completo Pagamento Faseado

Descrição

Agente Desportivo, Agente FIFA ou Somente Intermediário Desportivo

O agente desportivo, ou agente FIFA, são terminologias ultrapassadas, vigorando atualmente o conceito de Intermediário Desportivo. A Intermediação Desportiva é um dos pilares do desporto a nível mundial.

É incontornável a preponderância e a relevância do Intermediário Desportivo na realidade atual do mundo desportivo.

Quem são estas figuras, qual a actividade verdadeiramente desempenhada, quais as suas obrigações, quais os seus deveres, qual o seu papel junto das equipas, qual o seu papel junto dos desportistas?

Intermediário Desportivo –  Realidade, Alcance, Limites e Meios de Defesa

 

A UPMind disponibiliza o presente a Formação Avançada em Gestão Jurídica do Intermediário Desportivo, com o objectivo claro de colmatar a oferta formativa na área em causa.

A presente formação faz uma incursão profunda, não só, quanto ao enquadramento legal do Intermediário desportivo, mas também, aos vários temas intimamente conexos e preponderantes para o exercício da actividade de um intermediário desportivo.

 

UPMind na vanguarda da formação

Para a frequência do presente curso de formação avançada em Gestão Jurídica do Intermediário Desportivo, os formandos deverão ser possuidores de formação académica superior ou que no mínimo detenham o 12º ano de escolaridade ou C.E.T. (Curso de Especialização Tecnológica), e que necessitam de ferramentas na área em causa.

Este curso tem como público alvo licenciados em desporto, empresários de futebol, gestores de departamentos de scouting, gestores de equipas, gestores de empresas de intermediação, e qualquer profissional da área ou não, que tendo gosto pela mesma pretenda adquirir conhecimentos técnicos teóricos/práticos na área em causa e possua no mínimo o 12º ano de escolaridade ou C.E.T. (Curso de Especialização Tecnológica).

Os Formandos no final da presente formação avançada em Gestão Juridica do Intermediário Desportivo, deverão ter adquirido as aptidões necessárias para:

  1. Apreender e Compreender A figura do Intermediário Desportivo
  2. Fazer o correcto enquadramento legal do intermediário desportivo no Ordenamento Jurídico
  3. Aplicar o regulamento dos intermediários desportivos
  4. Conhecer e perceber, a natureza jurídica de um contrato de intermediação, distinguindo as várias figuras intimamente relacionadas: Mediação, Contrato de Mandato e Contrato de Agência
  5. Saber e compreender a natureza jurídica, que efetivamente, se deve aplicar aos contratos de representação
  6. Conhecer de forma abrangente interpretando e aplicando, os vários dispositivos legais, nomeadamente o contrato de trabalho desportivo
  7. Conhecer de forma abrangente interpretando e aplicando, os vários dispositivos legais, o contrato de formação desportiva
  8. Compreender a estrutura do ordenamento jurídico desportivo Português
  9. Conhecer os meios de resolução de litígios desportivos

A Formação Avançada em Intermediação Desportiva está estruturada, conforme a Tabela Organizativa dos Módulos, com a carga horária total de 255 horas e duração estimada de 6 meses.

Módulo

Designação Modular

 Conteúdos

Horas

 

I

 

O Intermediário Desportivo

 · A figura do Intermediário Desportivo

· O intermediário desportivo no nosso Ordenamento Jurídico

 

15

 

 

II

 

 

O Regulamento de Intermediários Desportivos

 · Noção

·  FIFA – “ Regulations On Working with Intermediaries

·  Regulamento de Intermediários da Federação Portuguesa de Futebol

 

 

20

 

 

III

 

 

A Natureza Jurídica do Contrato de Representação

 · Contrato de Mediação

· Contrato de Mandato

· Contrato de Agência

· A natureza jurídica, que efectivamente, se deve aplicar aos contratos de representação

 

 

20

 

 

IV

 

 

Contrato de Trabalho Desportivo

 ·  Enquadramento Legal

·  Contrato de Trabalho Desportivo

·  Direitos, Deveres e Garantias das partes

·  Cedência e Transferência de praticantes desportivos

·  O Poder Disciplinar e a Cessação do Contrato de Trabalho Desportivo

 

 

60

 

 

 

 

V

 

 

 

 

 

Contrato de Formação Desportiva

 · Enquadramento Legal

· Capacidade

· Forma

· Duração

· Tempo de formação

· Deveres da entidade formadora

· Deveres do Formando desportivo

· Compensação por formação

· Cessação do Contrato

 

 

 

 

30

 

 

 

VI

 

 

Normativismo e Resolução de Litígios no Desporto

 · Consagração Constitucional do Desporto

· Organização Pública no Desporto

· Ordenamento Jurídico Desportivo

· Órgãos Jurisdicionais

· Tribunal Arbitral do Desporto (TAD)

 

 

30

VII

Projecto Final

  80

Este curso é lecionado em formação E-learning, e terá início imediato logo após a matrícula na edição correspondente.

Para mais informações poderá usar formulário de contacto na coluna à direita (Pedir Informações) e verificar os horários na secretaria ou nas notícias.

No final da formação os formandos aprovados receberão 2 Certificados:

  • Certificado emitido pela UPMind, que descreve detalhadamente os objetivos gerais, área de formação, conhecimentos e competências adquiridas, plano curricular, avaliação obtida e metodologia de avaliação;
  • Certificado de Formação Profissional emitido através da plataforma SIGO (Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa) coordenado pelo GEPE-Ministério da Educação e Ciência, tal como previsto na Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho.
Certificados

O Certificado de Formação é emitido sempre que os formandos atinjam uma classificação final igual ou superior a 10,00 valores.

A emissão é realizada através da plataforma SIGO (Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa) coordenado pelo GEPE-Ministério da Educação e Ciência, tal como previsto na Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho.

Valorização

O certificado emitido pode também ser considerado para efeitos de valorização da candidatura num concurso público ou privado, de acordo com o regulamento específico do concurso.

 

O certificado emitido é válido para a obtenção de créditos (ECTS), numa instituição de ensino superior, nos termos do disposto no artigo 45.º, 1 alínea f) do Decreto-Lei n.º 65/2018, de 16 de agosto, que refere:

1 – Tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção de grau académico ou diploma, as instituições de ensino superior:

  1. f) Podem creditar outra formação não abrangida pelas alíneas anteriores, até ao limite de um terço do total dos créditos do ciclo de estudos.

Formadores Certificados Pedagogicamente pelo IEFP-Instituto de Emprego e Formação Profissional e com vasta experiência na área.

Dra. Bárbara Vieira

Jurista